Pintura em Tecido

Pincéis Para Pintura em Tecido – 6 Formatos Que Você Precisa Conhecer

Sem sombra de dúvidas, os pincéis para pintura em tecido são ferramentas primordiais para quem já pinta ou deseja começar a pintar. São eles que permitem fazer todos os tipos de efeitos, desde a cobertura até os detalhes de finalização. Por isso é tão importante ter um bom conhecimento sobre qual tipo usar em cada etapa.

Mas não há motivos para se preocupar, pois preparamos um artigo com várias dicas. Vamos falar sobre as partes que compõem um pincel, o que significa a numeração impressa neles e apresentar os seis modelos mais usados para pintar em tecido.

Com essas dicas você conseguirá melhorar seus conhecimentos e, de quebra, terá mais sucesso nos seus próximos trabalhos. Vamos lá?

Veja também:

Como Usar a Caneta Para Tecido – Dicas e Segredinhos

10 Tipos de Tecido Para Pintar à Mão

Partes do Pincel

Parece básico demais, mas antes de ir às compras é preciso conhecer as partes do pincel e a função de cada uma delas.

Ponta

Geralmente é feita de nylon, pelos ou cerdas, a ponta é a parte que entra em contato com a tinta. As pontas feitas com fios mais finos e macios, como de pelos de animais, são mais indicadas para pintar tecidos finos, como é o caso das fraldas. Já as pontas sintéticas, como as de nylon, são mais indicadas para tecidos mais grossos e rústicos, como a juta.

Cabo

É a parte que serve para segurar o pincel, e pode ser feita de bambu, plástico, madeira ou de outros materiais. No cabo estão impressas informações importantes, como a série (ou referência) e a numeração do pincel (que indica o tamanho).

Série ou referência

Como Pintar Rosas

A referência serve para indicar ao artesão qual modelo de pincel ele está usando, como redondo, filete ou chanfrado que já vem lixado, por exemplo.

Aula Rosas

Numeração

A numeração indica o tamanho do pincel: quanto maior o número, maior será a ponta. Por isso, o número do pincel sempre deve ser escolhido de acordo com área que se deseja cobrir. Áreas pequenas pedem pincéis nº 2 ou nº4, e áreas maiores pedem pincéis nº 8 à nº 12.

Virola

A virola, uma parte não menos importante, é aquela cinta metálica que prende o cabo à ponta. Evite deixar tinta nessa região para não estragar as cerdas.

6 Pincéis Para Pintura em Tecido

Agora que você já conhece as características básicas da estrutura dos pincéis, vamos aos seis tipos mais utilizados para você arrasar nas suas peças, da base ao acabamento.

1. Chato

Pincéis para pintura em tecido
Fonte: Escola de Pintura

O pincel chato tem ponta reta. É usado para fazer principalmente preenchimentos e coberturas, pois ajuda a espalhar a tinta de forma mais rápida sobre o tecido.

Gostou Dessas Dicas? Então Você Vai Amar a Escola de Pintura! Lá Você Vai Aprender Todas as Técnicas, Dicas e Segredos Para Pintar Qualquer Peça, Mesmo Que Seja uma Completa Iniciante.Clique Aqui Para Mais Informações

2. Redondo

Pincel redondo pituá
Fonte: Escola de Pintura

O pincel redondo, como o nome sugere, tem a ponta arredondada. É ideal para preenchimentos, contornos e efeitos decorativos.

Se for de menor tamanho e de cerdas longas, pode ser usado para fazer traços que começam mais abertos e vão afunilando. Já o modelo mais usado, conhecido como pituá, é ideal para fazer fundos esfumados e pintura com estêncil.

3. Língua de gato

Fonte: Pincéis Tigre
Como Pintar Rosas

O língua de gato é achatado nas laterais e tem as bordas arredondadas. Pode ser usado em duas posições para diferentes efeitos: de frente ou de lado. É muito usado para fazer pétalas e outros detalhes na pintura em tecido.

Aula Rosas

4. Chanfrado

Fonte: Pincéis Tigre

Já o chanfrado, por ter a ponta com corte na vertical, permite fazer o efeito degradê com maior precisão – esse é o tipo de pincel que talvez você mais usará para fazer os sombreados. Mas, para ter o resultado esperado, é preciso saber como fazer a correta mistura das cores.

5. Leque

Fonte: Blog da Pintura (Condor)

O leque é outro tipo de pincel usado para pintura em tecidos, porém com menor frequência. Como o nome sugere, esse é um pincel achatado e que se abre ao longo das cerdas, em formato de leque. Com ele você pode fazer cabelinhos de bonecas e detalhes de vegetação, como gramas e raminhos.

6. Filete

pincel filete
Fonte: Escola de Pintura

O pincel filete tem ponta bastante fina e, por isso, é usado para finalizações e contornos que requerem maior precisão. Precisou de traços finos? Escolha o filete.

Dica Extra – Pincéis Lixados

Além de observar o formato e o tamanho do pincel, você também deve prestar atenção na altura das cerdas. Os melhores pincéis para pintura em tecido são os de cerdas curtas, como os das referências 151 (Tigre) e 454 (Condor), pois dão maior estabilidade e precisão na hora de fazer coberturas e os demais efeitos da pintura.

Caso não encontre esse tipo de pincel para comprar, ou já tenha alguns de cerdas longas em casa, não se preocupe, basta aparar um pouco as cerdas com uma tesoura que tenha em casa e depois lixá-las com uma lixa de unha. Não tem segredo!

Pincel lixado

Como Pintar Rosas

Pronto! Agora você conhece os principais pincéis para pintura em tecido, seus formatos e como usar cada um deles. É hora de começar a praticar.

Aula Rosas

Quer mais dicas e também se tornar uma profissional? Inscreva-se na Escola de Pintura e tenha acesso a cursos para se aperfeiçoar cada vez mais nas mais variadas técnicas de pintura em tecido.

Veja também:

47 Riscos Para Pintura em Tecido Prontos Para Imprimir

Como Ganhar Dinheiro com Pintura em Tecido

Sorteio

Comentários