Pintura em Tecido

Como Diluir Tinta de Tecido – 4 Maneiras Para Você Escolher

A tinta de tecido que você compra nos armarinhos vem prontinha para uso, é só tirar a tampa, despejar na bandejinha e começar a usar. Porém, caso a tinta esteja muito ressecada, ou caso você precise de um produto com uma consistência mais rala e fina para usar em alguns tipos de trabalho, já pode imaginar que será necessário diluí-la antes de usar.

Pensando nessas situações, vamos ensinar como diluir tinta de tecido. Aprenda diferentes métodos e simplifique a sua vida!

Veja também:
7 Tipos de Tinta para Tecido que Você Precisa Conhecer
Cores de Tinta para Tecido que Todo Artesão Precisa Ter

Em que Casos Você Deve Diluir a Tinta de Tecido

Não é sempre que você precisará diluir suas tintas. Esse processo só deve ser feito em alguns casos bastante específicos:

  • quando a tinta estiver grossa (por ter ficado destampada ou guardada por muito tempo);
  • quando você precisar de uma tinta mais rala para escrever no tecido e contornar as pinturas;
  • caso queira usar a tinta de tecido em um aerógrafo;
  • caso queira trabalhar com as técnicas de pintura tie-dye ou aquarelada;
  • caso precise de tintas em tons mais suaves, como para serem usados na pintura de fraldas.

Pensando nessas situações, vamos ensinar no tópico abaixo vários métodos para ralear a tinta. Mas atenção: não devem ser feitos caso a tinta esteja vencida. Nesse caso, devem ir direto para o lixo.

Como Diluir Tinta de Tecido – 4 Métodos Mais Usados

Como prometido, vamos revelar como diluir tinta de tecido. Assim você vai conseguir usar um único produto em diferentes técnicas, e ainda evitará desperdício.

1. Com sal de cozinha

Caso você fique muito tempo sem usar tinta, é normal que ela perca água e fique grossa e endurecida. Se ela ainda estiver dentro da validade, não há razão para jogá-la no lixo. A forma mais eficaz de deixá-la com a mesma textura de uma tinta recém comprada é diluí-la com uma pitada de sal de cozinha.

Como Pintar Rosas

Não acredita? É só fazer o teste em casa e ver que realmente funciona. Nesse método você precisa colocar uma pequena quantidade de sal fino dentro do pote, tampar e agitar por um minutinho. Quando abrir o frasco você já notará diferença na textura da tinta. Se você usar a quantidade certa de sal, sua tinta ficará bem cremosa e ideal para ser usada novamente em seus projetos de pintura em tecido.

Aula Rosas

Dica: Coloque pouco sal por vez até atingir a consistência desejada. Se colocar muito sal, sua tinta pode ficar rala como água e imprópria para uso. 

2. Com água

Como a tinta de tecido é à base de água, pode ser diluída nesse mesmo líquido – tão presente em nossas vidas e tão usado para fazer a limpeza dos pincéis.

Primeiro, coloque um pouco da tinta (que deve estar com a consistência padrão) em um prato ou bandejinha. Em seguida, umedeça as cerdas do pincel em água limpa. Por fim, mexa a tinta da bandeja com o pincel úmido até que a mistura fique homogênea.

Você verá que sua tinta de tecido ficará mais fina e ralinha – esse é o ponto certo, bem parecida como a consistência da tinta Aquarela Silk (tinta muito usada nas técnicas tie-dye e aquarela em tecido). Use a tinta raleada em água para contornar desenhos, escrever no tecido e fazer outros vários detalhes em seus trabalhos.

Caso queira usar a tinta em pinturas aquareladas, ou com a técnica tie-dye, raleie uma quantidade maior de tinta. Não recomendamos colocar água dentro do potinho de tinta e guardá-la para ser usada depois; pois, ao invés de ficar com a textura cremosa, ela ficará elástica e imprópria para uso após alguns poucos dias. O correto é fazer a diluição da tinta em água limpa e usá-la no mesmo dia.

3. Com diluente para tinta de tecido

Usar um diluente próprio para tinta de tecido é o método mais recomendado pelo fabricante, mas pode não funcionar caso a tinta esteja muito endurecida dentro do frasco. Nesse caso, teste a primeira técnica ensinada aqui.

Como Pintar Rosas

O diluente próprio para tinta de tecido é fácil de ser encontrado nos armarinhos e tem várias funções: deixa a tinta mais suave, ajuda no deslizar do pincel, retarda a secagem da tinta e ajuda a tinta a se fixa melhor nas tramas do tecido. Além disso, facilita a criação de vários efeitos na pintura, como o sombreado e o degradê, que são essenciais em pinturas mais realistas.

Aula Rosas

Por ser um aliado na execução de diversas técnicas, o diluente pode ser misturado à tinta antes ou durante o uso da tinta, mas nunca despeje o produto direto no frasco, faça a mistura sempre numa bandejinha. Esse produto também pode ser aplicado antes da tinta, formado uma base perfeita para receber a tinta. Para saber mais sobre as facilidades desse produto, leia o post “Como Usar o Diluente para Tinta de Tecido“.

4. Com água e diluente

Para estampar camisetas e outras peças usando um aerógrafo, uma máquina que dispensa a tinta em jatos finos, é preciso usar uma tinta bem fininha e sem grumos, até mesmo para não obstruir a agulha em que sai a tinta. Para esse tipo de trabalho, a nossa dica é diluir um frasco pequeno de tinta de tecido (37 ml) usando até 20 ml de água mais 10 ml de diluente de tinta de tecido.

É recomendável que essa mistura seja usada até no outro dia, pois, após alguns dias guardada, a tinta diluída com esses ingredientes tende a formar alguns grumos que ficam bem parecidos com borracha. Se isso acontecer, e mesmo assim você queira usá-la, passe a tinta já diluída por uma peneira fina. Ela ficará lisinha novamente e pronta para uso.

Agora que você já sabe como diluir tinta de tecido para os mais variados usos, que tal começar os testes? Com essas dicas você nunca mais precisará jogar fora suas tintas de tecido que ficarem endurecidas. Além disso, saberá como proceder quando precisar de uma tinta mais rala ou mais lisinha para executar seus trabalhos.

Ficamos por aqui. Deixe um comentário e conte pra gente o que você achou das dicas.

Veja também:
3 Formas Geniais de Limpar Pincéis para Pintura em Tecido
5 Benefícios da Pintura em Tecido Para a Saúde que Vão Mudar Sua Vida

Sorteio

Comentários